A Bot oferece, além do ORÇAMENTO GRATUITO, a RECOLHA GRATUITA do dispositivo por frete expresso em qualquer morada de Portugal! Solicite AQUI

Comprar um computador não é uma tarefa fácil. São muitos pontos para prestar atenção e inúmeras opções no mercado. Mas um dos fatores mais importantes, independente do uso que você vai fazer, é o armazenamento. Por isso, muita gente se pergunta, o que é SSD e disco? Qual é melhor? Existe vantagem do disco SSD em relação ao disco? Neste post, você vai entender as diferenças entre as duas opções!

Vamos mostrar o que são, exatamente, cada uma das tecnologias, como funcionam e qual a diferença entre as duas. Além de responder algumas perguntas frequentes dos utilizadores, com relação ao custo-benefício, agilidade, gasto de energia e hardware. Continue a ler e tire todas as suas dúvidas connosco!

 
Qual a vantagem do disco SSD em relação ao HD? Veja o comparativo!

O que é um SSD?

Antes de escolher qual a melhor tecnologia, SSD ou disco, você precisa entender o que são cada uma delas. Vamos começar pelo SSD, sigla para “Solid State Drive”, que significa Unidade de Estado Sólido ou apenas disco sólido, como costuma ser chamado por aqui.

O nome vem do fato de que essa tecnologia não possui peças móveis ou mecânicas, o que garante maior durabilidade e resistência a danos físicos.

O que é um disco?

Já o Hard Disk Drive (HDD), mais conhecido como disco, ou disco rígido, é uma peça constituída por discos (ou pratos), que armazenam dados, e um braço móvel, que lê e regista essas informações. A tecnologia do disco rígido existe desde 1956, quando foi criada pela IBM, e é hoje a forma mais popular de armazenamento em computadores domésticos.

Qual a diferença entre disco e SSD?

Você já viu que a composição do disco e do SSD é um pouco diferente. Mas como isso funciona na prática e qual a vantagem do SSD em relação ao disco?

Em primeiro lugar, a estrutura do SSD, que funciona módulos de memória flash, garante mais agilidade na leitura dos dados. Enquanto no caso do disco o braço mecânico tem que varrer o disco magnético para ler e salvar os ficheiros, o que acaba a tornar a tarefa mais demorada.

Além disso, a constituição do disco rígido pode torná-lo mais frágil a impactos e quedas, mas essa também é a opção mais acessível para boa parte da população.

Qual a vantagem do SSD em relação ao disco?

Como você viu, a estrutura do SSD permite que ele seja mais rápido e eficiente que o disco para a maior parte das situações. O SSD também costuma ser menor e mais leve, em função dos seus componentes eletrónicos, e gasta menos energia. Entenda a seguir cada um dos pontos de vantagem do SSD em relação ao disco!

Qual tem maior vida útil, SSD ou disco?

Um dos pontos fundamentais na hora de optar por comprar um computador ou instalar uma peça nova é a vida útil, não é? Numa época em que estamos tão acostumados com termos como “obsolência programada”, é importante saber quanto tempo cada item vai durar.

Além disso, quando os primeiros SSD foram lançados, havia o boato de que a durabilidade deles não era boa.

SSD

A verdade é que a vida útil dos SSD pode ser menor que a de um disco, mas isso não significa que seja baixa. De acordo com um teste feito pelo site TechReport, um SSD aguenta cerca de 700TB de informação antes de começar a apresentar defeitos. Mas a média de uso de um SSD comum é de 20TB por ano.

Ou seja, demorarão muitos anos para que o dispositivo fique realmente comprometido. Assim, as hipóteses são de que o seu computador como um todo fique desfasado bem antes do fim da vida útil do SSD.

Disco

Já o disco pode ter uma vida útil maior de forma geral, mas a verdade é que a sua tecnologia é mais antiga e a estrutura mecânica, mais frágil. Quedas, impactos e aumento de temperatura são problemas que podem danificar o disco rígido e afetam muito menos, ou nem sequer chegam a atrapalhar, a durabilidade do SSD.

Qual a diferença de velocidade entre disco e SSD?

Outro aspeto fundamental na sua escolha na hora de comprar um computador é a velocidade. Essa é a principal vantagem do disco SSD em relação ao disco, entenda porquê!

SSD

Abrir ficheiros e programas é muito mais rápido no SSD porque o acesso à memória flash é instantâneo. Com esse tipo de tecnologia, a velocidade de gravação e leitura de dados é de 500 MB/s, em média, podendo passar de 7.000 MB/s nos modelos mais avançados.

Disco

Já o disco precisa acessar os ficheiros e programas com o braço mecânico que lê e regista informações no disco. Esse processo é mais demorado, por isso, a velocidade média do disco rígido fica entre 150 e 200 MB/s.

Melhor custo-benefício

O custo benefício do SSD ou do disco depende do uso que vai fazer do equipamento.

SSD

A capacidade do SSD geralmente é menor, mas essa tecnologia também oferece muito mais velocidade e durabilidade geral, como você viu por aqui. Os preços costumam ser mais altos, mas o investimento vale a pena, principalmente se você tem intenção de utilizar programas pesados ou jogar.

Disco

Já o disco pode ser encontrado em versões mais baratas, por isso, são mais populares. Ao mesmo tempo, o seu computador deve ser mais lento e tem mais hipóteses de travar ao executar tarefas do dia a dia.

Qual é mais seguro, disco ou SSD?

Outro ponto importante na hora de escolher qualquer componente para o seu computador é a segurança. Afinal, ninguém quer ficar na mão quando mais precisa dos seus ficheiros.

SSD

Nesse sentido, o SSD pode ser uma opção mais segura, porque você tem menos hipóteses de perder os ficheiros por danos físicos. Quedas e fortes impactos podem danificar o seu disco rígido, devido aos seus componentes mecânicos, e exigir uma recuperação de dados. Além disso, o SSD esquenta menos e resiste melhor a altas temperaturas, o que evita problemas.

Disco

Já o disco pode ser corrompido por problemas físicos, como quedas e outros choques. Além de ser suscetível a interferências magnéticas que também podem afetar os seus dados.

Tamanho e peso

De maneira geral, o tamanho e o peso dos componentes faz bastante diferença. Explicamos melhor sobre o tamanho e peso de SSDs e Discos abaixo.

SSD

Por utilizar chips eletrónicos, o SSD é bem menor e mais leve. Se comparado com um disco convencional, de computadores de mesa, alguns modelos de SSD são até 20 vezes mais compactos.

Disco

Já o disco de um portátil, com cerca de 2,5 polegadas, pode até ter um tamanho parecido com um SSD, mas continua a ser mais pesado, o que atrapalha quem precisa carregar o computador por aí.

Economia de energia

A eficiência energética também é uma preocupação para muitos utilizadores e vários componentes do seu computador tem impacto nisso, principalmente a duração da bateria (em casos de portáteis).

SSD

A economia de energia é outra vantagem do disco SSD em relação ao disco. Afinal, o gasto energético geralmente é cinco vezes menor do que o de um disco convencional. Além disso, o tempo que você pode economizar em algumas tarefas, por conta da velocidade que ganha com essa tecnologia pode ajudar. Principalmente para quem utiliza o computador para tarefas profissionais.

Disco

Já o disco é uma tecnologia mais antiga, como você viu por aqui, e o seu gasto de energia é maior. Ou seja, a conta de luz deve vir mais cara em computadores com esse tipo de peça.

Vale a pena colocar SSD em portátil antigo?

Agora que você viu a vantagem do SSD em relação ao disco pode estar se perguntando “ok, mas não tenho como comprar um computador novo agora, posso instalar um SSD no meu portátil antigo?”. Essa é uma dúvida muito comum e a prática tornou-se cada vez mais usual.

Essa escolha pode dar uma sobrevida extra para equipamentos que estão lentos e travando. É claro, você precisa conferir se não há outros componentes com problemas, mas se a questão for apenas de velocidade e desempenho, o SSD pode ajudar sim!

Principalmente porque você pode optar por um armazenamento híbrido, mantendo alguns ficheiros que você usa menos no disco e colocando programas mais pesados e que exigem mais velocidade, como os jogos no SSD.

Mas para fazer isso, é preciso conferir se o seu computador tem entrada para as duas opções. Então o ideal é sempre consultar um profissional. Aqui no nosso blog, por exemplo, nós já explicamos o processo de retirada do disco ou SSD do computador. Confira!

Além disso, também existe a opção de instalar um SSD e utilizar o disco antigo como disco externo. É só comprar uma case, disponível em várias lojas de artigos eletrónicos e conectá-la via USB ao seu computador.

Conclusão

A maior vantagem do SSD em relação ao disco é sua velocidade e, hoje em dia, o custo-benefício está cada vez melhor. Por isso, muitos utilizadores optam por essa opção. Não apenas pela eficiência, mas também pela segurança que o SSD oferece.

Mesmo assim, se tiver qualquer problema com o seu SSD, pode ter a certeza de contar a Bot. Trabalhamos com a recuperação de dados de SSDs corrompidos ou com problemas. Entre em contacto connosco e tire as suas dúvidas!