A Bot oferece, além do ORÇAMENTO GRATUITO, a RECOLHA GRATUITA do dispositivo por frete expresso em qualquer morada de Portugal! Solicite AQUI

A segurança digital sempre foi uma preocupação para os utilizadores. Mesmo assim, esse costumava ser um elemento vago, que muita gente não entendia bem como funcionava. Com a popularização das experiências online, contudo, o cenário começou a mudar e cada vez mais utilizadores se interessam por entender os mecanismos utilizados para proteger as suas informações, como a encriptação de dados.

As alterações na legislação, com a aprovação da Lei Geral de Proteção de Dados, também forçaram as empresas a investirem mais nesse sentido. Hoje, 55% dos consumidores na internet acreditam que a segurança é o aspeto mais importante da sua experiência, conforme a Pesquisa Global de Identidade e Fraude 2021 do Serasa Experian.

Por isso, explicamos a seguir como esse processo funciona, para que serve e por que você deve prestar atenção nesse elemento. Confira!

Encriptação de dados

O que é encriptação de dados?

A criptografia, também conhecida como encriptação de dados, está presente no dia a dia de todo utilizador da internet. Desde as mensagens do Whatsapp, passando pelos aplicativos de banco, pelos sites do governo e até nas lojas virtuais.

Praticamente tudo que você faz online possui algum nível de encriptação. Afinal, esse é um dos instrumentos mais importantes para proteger a sua privacidade, os seus dados bancários e até a sua identidade.

Resumidamente, a encriptação de dados é uma forma de tornar as suas informações ilegíveis para transportá-las a outro recetor e, depois, fazê-las legíveis de novo. Assim, quem intercetar esse conteúdo no caminho não poderá acessá-lo. Pois, os dados ficam disponíveis apenas para o destinatário final, que pode ser uma pessoa ou instituição.

Além disso, a criptografia garante que não há alteração na mensagem, protegendo as suas informações da interferência de terceiros.

Como funciona a criptografia de dados?

Como você viu, a encriptação consiste em transformar determinada informação em texto ilegível para que seja transportado pela rede. Esse processo resulta num texto cifrado, que parece aleatório, e só pode ser lido com o uso de uma chave criptográfica.

A chave é composta de um conjunto de valores matemáticos compartilhados tanto pelo remetente quanto pelo destinatário. Assim, quem recebe consegue decifrar a mensagem e torná-la legível de novo. Para isso, existem dois tipos de encriptação de dados: simétrica e assimétrica, que explicaremos melhor a seguir.

Tipos de encriptação

Simétrica

Neste caso, também chamado de criptografia de chave privada, a mesma chave é utilizada para criptografar e descriptografar uma informação. Essa é uma opção mais rápida, mas exige que o remetente compartilhe a chave com o destinatário, o que aumenta as chances de intercetação por terceiros, como um hacker.

Assimétrica

Já a criptografia assimétrica funciona com duas chaves, uma pública e outra privada. Nesse processo, um algoritmo simétrico encripta os dados, enquanto um algoritmo assimétrico é utilizado para decriptar.

Essa tecnologia é utilizada principalmente por empresas que gerenciam uma grande quantidade de dados criptografados, pois permite ter maior segurança no processo. Além disso, a encriptação de dados assimétrica permite um controlo de quem são os utilizadores acessando aquelas informações, o que não acontece na simétrica.

Como explorar a criptografia de dados?

1 – Criptografar quando está “em trânsito”

A encriptação de dados “em trânsito” é aquela utilizada quando enviamos dados para outros dispositivos, seja por mensagens, e-mails ou formulários de sites. Ao usar a criptografia nesses casos, estamos prevenindo que as nossas mensagens sejam intercetadas por terceiros.

2 – Criptografar quando está “em repouso”

Já a criptografia “em repouso” significa a proteção de ficheiros armazenados no seu próprio dispositivo, como no seu próprio computador, num disco externo ou numa pen USB. Hoje em dia, é possível utilizar a encriptação de dados nos principais sistemas operativos do mercado, utilizando softwares bastante simples. Ao fazer isso, você coloca uma senha, que será utilizada para descriptografar as suas informações.

Tipos de criptografia aplicados em vários sectores

Com a nossa explicação você deve ter percebido que a criptografia é mais simples do que parece, não é? O processo conta com operações complexas, mas está cada vez mais acessível e tem sido utilizado nos mais diversos sectores. A seguir, listamos alguns dos segmentos que mais aproveitam essa tecnologia. Confira!

1 – Armazenamento de informações sobre o projeto

Toda empresa precisa manter sigilo sobre novos projetos e produtos em desenvolvimento. Expor essas informações pode colocar anos de estratégia corporativa em risco. Por isso, a criptografia pode ser uma forma importante proteger os dados do seu negócio de ataques.

Não estamos dizendo que a concorrência vai, diretamente, invadir os seus sistemas. Mas pode acontecer de um hacker atacar a sua empresa e sequestrar ou tentar vender essas informações para outros negócios. Esse tipo de ação é conhecida como espionagem corporativa e traz muitos prejuízos para a empresa atacada.

Além disso, um funcionário pode vazar esses dados ao trocar de emprego, por exemplo. Então é importante prestar bastante atenção na segurança dos seus projetos para garantir o sucesso do negócio.

2 – Comunicação entre equipas

Outra situação que pode colocar a sua empresa em risco é na intercetação de conversas de funcionários. Mesmo que os seus projetos estejam bem protegidos, as trocas de mensagens podem revelar muitas informações estratégicas sobre uma empresa. Principalmente com a adoção do home office, que se tornou mais comum durante a pandemia do Covid-19.

 

Por isso, a criptografia é fundamental para garantir que a privacidade dos seus colaboradores e os dados do negócio estejam seguros.

3 – Comunicação entre a aplicação e o servidor de dados

Em muitas situações, um app precisa de conexão com a internet para se conectar pela nuvem com o servidor. Esse tipo de tecnologia democratizou o acesso a vários softwares e permitiu que informações sejam consultadas de qualquer lugar. Mas manter essas aplicações seguras é um desafio a mais.

Nessas situações, a encriptação de dados protege as informações dos seus clientes e também mantém o sistema funcionando adequadamente, com menos riscos de ataques.

4 – Login de utilizadores

Da mesma forma, a criptografia é muito importante para preservar com segurança o login e a senha de utilizadores de um sistema, aplicativo ou site.

A tecnologia atua em dois momentos: em primeiro lugar, assegura a privacidade do cliente, ao criptografar a comunicação entre o app e o serviço de login; ao mesmo tempo, em que auxilia a empresa no armazenamento desses dados de forma segura.

5 – Pagamentos online

Por último, chegamos a um dos sectores mais utilizados pelos brasileiros, os pagamentos online. Nesses casos, a criptografia garante que os dados de pagamento sejam mantidos em sigilo, como informações de cartão de crédito, endereço do utilizador, entre outras. Essa é uma das aplicações mais importantes da encriptação de dados, já que as fraudes e golpes com cartão de crédito crescem a cada ano.

Por que é importante investir em segurança digital?

Hoje, a segurança digital tornou-se um requisito essencial para qualquer empresa ou indivíduo que deseja ter uma vida mais tranquila online. E, no caso das pessoas jurídicas, é um requisito legal depois da aprovação da Lei Geral de Proteção de Dados, que entrou em vigor em 2020.

Com o uso da encriptação de dados, empresas de todos os sectores garantem que os dados dos seus clientes estão armazenados de maneira correta e não podem ser roubados facilmente. Além disso, protegem um negócio de práticas desonestas, como a espionagem corporativa, e aumentam a credibilidade dos serviços com o consumidor.

Mas além da criptografia, outros mecanismos são importantes para garantir a segurança da sua empresa. A destruição de dados que não são mais necessários também pode ajudar a manter os seus projetos e informações confidenciais. Esse tipo de prática evita vazamentos, por exemplo, e pode ser uma alternativa prática para muitas situações.

Mais do que uma simples formatação, os serviços de destruição segura garantem que a recuperação desses dados seja extremamente difícil. Permitindo que a sua empresa tenha mais tranquilidade. A Bot, por exemplo, oferece esse serviço conforme todas as determinações da LGPD, com eficiência e privacidade.

Saiba mais sobre a destruição segura de dados e entre em contacto connosco caso a sua empresa esteja a precisar de mais esse recurso!